domingo, 28 de novembro de 2010

ESPERANÇA

ao meu grande amor
Esperança - espera...

Na verdura aveludada
Dos caules espinhosos
A rosa espera para ser rosa!


Os insetos que folgam
De a ver esperaram
Que fosse rosa...
Rosa purpúrea e... bela!
O colibri irrequieto,
Ansioso e fugaz
Esperou na verdura do caule
A rosa purpúrea ... e bela

O jardineiro calmo
Entre tratos e cuidados,
Esperou na verdura do caule,
A rosa purpúrea... e bela.

Música soa melodiosa !
É o próprio silêncio da espera!
Que o caule verde seja rosa
Rosa purbúrea... e bela!

Quando o verdor esperançoso
Dará alegrias aos que espera?
Que o caule verde seja rosa
Rosa purpúrea e... bela!

Sim ! Esta é a rosa bela
Que aguardo ansioso !
O caule é a longa espera !
Que a rosa sorria... Sim?


Canção da Espera de Walter De Castro

Nenhum comentário:

Postar um comentário